Ações no âmbito da Campanha Y Ikatu Xingu já recuperaram mais de 400 hectares em Canarana

Aluno da rede municipal de ensino planta muda de árvore que vai ajudar a recuperar área urbana próxima de nascente da Bacia do Rio Tanguro. Foto: Michel Fasolo – JOP

A maior parte do território do município de Canarana-MT fica na Bacia do Rio Xingu. Conforme levantamento realizado pelo Instituto Socioambiental (ISA), Canarana possui aproximadamente 3.500 nascentes, sendo que 2.800 nascentes são da Bacia do Rio Xingu, nas sub-bacias dos rios Culuene, Sete de Setembro e Tanguro. As outras 700 nascentes são da Bacia do Rio Araguaia.

A maior parte das nascentes da Bacia do Rio Xingu não estão dentro da Terra Indígena do Xingu (TIX), mas em uma região com forte atividade agrícola. Com isso nasceu, no ano de 2004, a Campanha Y Ikatu Xingu, com o objetivo de recuperar as nascentes. Nesses doze anos, no âmbito da Campanha, 3.500 hectares de áreas degradadas na Região Xingu Araguaia estão em processo de recuperação. Somente em Canarana foram mais de 400 hectares implantados, sendo que boa parte fica no entorno dos rios.

Para suprir a demanda por sementes florestais usadas na recuperação de áreas degradadas, que surgiu em 2007 a Rede de Sementes do Xingu, que hoje congrega mais de 420 coletores que vão de indígenas a fazendeiros. Nesses quase dez anos de Rede, já foram coletadas 150 toneladas de mais de 250 espécies de sementes florestais, gerando mais de dois milhões de reais em recursos para os coletores.

Dentro da Bacia do Rio Xingu está o Tanguro, um importante rio para a cidade de Canarana, chacareiros e indígenas. Toda a cidade é abastecida com água captada deste rio. Pensando nisso, o ISA e o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente de Canarana (COMDEMA), juntamente com proprietários, querem recuperar as APPDs (Áreas de Preservação Permanente Degradadas) no curso d’água da Bacia do Rio Tanguro, recuperando assim várias nascentes que deságuam no Tanguro

A mais recente ação em prol do rio Tanguro aconteceu no dia 23 de novembro. Alunos da Escola Municipal de Ensino Básico (EMEB) Nova Era, realizaram um plantio de árvores em uma área do loteamento Flamboyant II, encostada em uma Área de Preservação Permanente (APP), de onde emerge uma nascente da Bacia do Tanguro. Esta nascente abençoa com água muitas chácaras antes de desaguar no rio. O plantio foi realizado com apoio do proprietário do loteamento e do Programa Aroeira, coordenado pela Prefeitura Municipal.

A professora Lisonete Fernandes da Costa disse que é apaixonada pela natureza. Ela já tinha participado de iniciativas socioambientais juntamente com o ISA, porém esta foi a primeira vez que realizou um plantio de árvores. “Junto com o plantio, nós realizamos um trabalho pedagógico com as crianças para que elas saibam da importância das cabeceiras de nossos rios. As crianças aprendem a conservar e preservar os recursos naturais. Essas árvores que estamos plantando, ficarão para as futuras gerações”, disse a professora.

A expectava das organizações que trabalham em Canarana, é que no ano que vem o Programa Aroeira seja fortalecido, numa parceria entre Prefeitura Municipal, ISA e produtores. O Programa visa estimular ações voltadas à recuperação das nascentes e matas ciliares a partir da doação de sementes e de mudas produzidas no Viveiro Municipal. Além de recuperar áreas degradadas, a iniciativa também ajuda os produtores a acabarem com seu passivo ambiental.

As iniciativas de restauração florestal no âmbito da campanha Y Ikatu Xingu têm sido de extrema importância para Canarana, devido a sua grande quantidade de nascentes, bem como para a sobrevivência do rio Xingu e todo o território nacional banhado por suas águas, que nascem em uma região agrícola e que precisam ser cuidadas para garantir água boa à milhares de brasileiros.

(Por Rafael Govari – ISA)

Muvuca de sementes sendo preparada para o reflorestamento de áreas no município de Canarana-MT. Muvuca é uma técnica de plantio direto de sementes florestais, utilizando maquinário agrícola, que tem maior eficiência e custos menores. Foto: Rafael Govari - ISA

Muvuca de sementes sendo preparada para o reflorestamento de áreas no município de Canarana-MT. Muvuca é uma técnica de plantio direto de sementes florestais, utilizando maquinário agrícola, que tem maior eficiência e custos menores. Foto: Rafael Govari – ISA

Uma resposta para "Ações no âmbito da Campanha Y Ikatu Xingu já recuperaram mais de 400 hectares em Canarana"

Deixe um comentário